Salvador – O que fazer?

Nem só de Carnaval vive Salvador, afinal se for no Carnaval pode ter certeza que a cidade não será a mesma. A primeira capital do Brasil instiga por muita coisa, a religiosidade, por exemplo, é bem marcante, há quem diga que Salvador possui 365 igrejas. Enfim, devoção popular é que não falta na capital baiana, além de ser uma das cidades mais exóticas do Brasil. Abaixo estão alguns pontos turísticos, os quais acredito serem os principais para se conhecer na cidade durante 3 ou 4 dias. É claro, que com mais tempo ou melhor planejamento, há vários outros que podem ser explorados, sejam seus monumentos arquitetônicos e admiráveis lugares ou a beleza natural de suas praias.
PelourinhoPelourinhoDividida em Cidade Alta e Cidade Baixa, é na parte alta onde está o histórico e colorido bairro Pelourinho com seus casarões, becos, ladeiras e largos, museus e igrejas.
Elevador Lacerda
Elevador LacerdaProporciona uma bela visão, é um passeio obrigatório! É nele que se faz a ligação entre a Cidade Alta e a Cidade Baixa com cerca de duração de 30 segundos.
Mercado ModeloMercado ModeloComo todo mercado tradicional é o centro de artesanato e produtos típicos da Bahia.
Forte São MarceloForte São MarceloO Forte de Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo, conhecido como o Forte São Marcelo, possui salas de exposições, instalações cenográficas. O Forte fica em frente ao Mercado Modelo e o acesso é feito de barco.
Forte de Monte SerratForte de Monte SerratO Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat fica próximo à Igreja do Senhor do Bonfim, é um lugar super tranquilo e ideal pra quem gosta de tirar fotos.
Igreja do Senhor do BonfimIgreja do Senhor do BonfimA Igreja do Senhor do Bonfim é uma das mais famosas de Salvador e é o Senhor do Bonfim o padroeiro da Bahia. Todos ano ocorre a Lavagem do Bonfim na escadaria da igreja, onde as baianas lavam com água de cheiro os seus degraus. Ao visitar a Igreja, não deixe de adquirir as famosas fitinhas do Senhor do Bonfim confeccionadas desde o início do século 19. 
Dentro da igreja há uma “sala de graças”, uma espécie de um museu de partes de corpos em cera, cartas, fotografias e objetos de pessoas que fizeram promessas e pedidos para o Senhor do Bonfim e foram atendidas. É um ambiente um tanto quanto curioso!
Sala de graças - Igreja do Bonfim

Praia da BarraPraia da BarraAlém de ser ideal para banho é muito interessante de se observar o pôr-do-sol. Parte da praia é protegida por arrecifes, o que faz ter pequenas ondas e piscinas naturais.
Excelente para descansar e curtir os encantos de Salvador.
Farol da BarraFarol da BarraO primeiro do Brasil e o mais antigo do Continente. A entrada é gratuita para subir as escadarias da torre de 22 metros de altura.
Nosso diário em Salvador:
06/01/2008 – domingo
– Fomos para Salvador de barco, o pegamos em Itaparica no Terminal de Bom Despacho e chegamos no Terminal Marítimo de Salvador pela manhã. Pegamos um ônibus para rodoviária e guardamos nossas mochilas, pois só poderíamos chegar após às 18h onde íamos ficar hospedados (casa de um membro do CouchSurfing). Se você não se sente a vontade para fazer CouchSurfing, procure por hotéis ou pousadas em Salvador. A cidade oferece diversas opções.
– Da rodoviária fomos para o Shopping Iguatemi, para nossa surpresa lá só ia abrir às 14h, então fomos andando para o Shopping Salvador que abriria às 12h. Lá comemos, usamos internet, apressamos máquinas fotográficas (já que a nossa tinha quebrado) etc. Almoçamos pizza no supermercado Bom Preço e voltamos para o Iguatemi, onde apressamos mais máquinas.
– Voltamos para a Rodoviária, pegamos nossas mochilas, tomamos suco de cajá e fomos para a casa da nossa CouchSurfer, que era estudante de Odontologia e morava com a irmã.
 07/01/2008 – segunda-feira
– Tomamos café com os pais da nossa Couch, que passaram por lá. (Foi uma surpresa e tanto!)
– Fomos ao Centro procurar uma assistência técnica de máquina fotográfica pra arrumar a nossa, mas nem compensava arrumá-la e nem comprar uma em Salvador pois na época era muito caro por lá. Liguei para o meu irmão para comprar uma em Belo Horizonte e me enviar via Sedex 10 pelos Correios.
– Andamos pelo Centro, fomos à Igreja de São Bento (nos auto benzemos com água benta) e ao Teatro Vila Velha. Por nossa sorte encontramos um restaurante vegetariano que optando pelo self-service no marmitex para levar, ficava bem mais barato, nos servimos e fomo para uma praça comer. Decidimos ir conhecer a Cidade Baixa, descemos pelo Elevador Lacerda e conhecemos o Mercado Modelo que está localizado nesta parte da cidade.
– Retornamos para a casa da nossa CouchSurfer e, antes, compramos algumas coisas no Hiper Bom Preço, um grande supermercado que tinha ao lado do prédio dela.
Tomando uma cerveja no buteco antes de dormir

Bebendo cerveja no buteco antes de ir dormir

08/01/2008 – terça-feira
– Nossa nova câmera fotográfica chegou pelos Correios, ah com problemas! Por toda a manhã tentamos solucionar o problema da máquina, mas foi em vão.
– Almoçamos novamente o marmitex do restaurante vegetariano na praça.
– Após nosso irreverente almoço, seguimos sentido ao Pelourinho, no caminho um ladrão tentou roubar a câmera fotográfica que estava em minha mão, reagi (nunca reajam) e lhe dei um belo chute.
– Andamos de cabo a rabo o Pelourinho, estava lotado de pessoas, em sua maioria de gringos. Tivemos a sorte de assistir uns minutos o ensaio dos meninos do Olodum. Curti demais!
Ensaio Olodum

Ensaio Olodum

– Voltamos para casa e antes, novamente, passamos no supermercado para comprar comidas.
– Conversamos com a irmã da nossa CouchSufer, assistimos filme (American Pie) e fomos dormir.
09/01/2008 – quarta-feira
– Acordamos e fomos para o bairro Bonfim, conhecer a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim. Comprei um monte dessas fitinhas de amarrar em braços e pernas, peguei um pouco de água benta. Almoçamos num restaurante próximo à Igreja. De lá andamos até a ponta de Umaitá, foi uma caminhada e tanto.
– Lá pegamos o ônibus para a rodoviária, onde compramos passagens para Aracajú (nosso próximo destino).
– De noite fomos conhecer o bairro de Pituba, não o achei interessante, voltamos para casa e por sorte pegamos o último ônibus às 23h36.
10/01/2008 – quinta-feira
– Acordamos e fomos para a praia da Barra pegar sol e nos banhar, estava tudo de bom, muito sol e a água do mar quentinha.
– Almoçamos (lanchamos barato) e subimos a pé para o centro pela  Av. Sete de Setembro, avenida com várias casas e prédios chiques.
– Fomos lanchar naquele mesmo restaurante vegetariano, mas dessa vez nada de marmitex, comemos salgados.
– Após nosso lanche,  ficamos duas horas em uma Lan House vendo pousadas e hotéis em Maceió.
– Voltamos para a casa da nossa CouchSurfer, fomos pela última vez no Hiper Bom Preço, compramos presentes (plantinhas de enfeite) para a nossa CouchSurfer e sua irmã.
11/01/2008 – sexta-feira
 – Acordamos, entregamos os presentes e fomos para a rodoviária pegar o ônibus para Aracaju.
Rodrigo Nominato
 Curta o aventure-se.com no Facebook  | Siga no Twitter
Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em viagens e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Salvador – O que fazer?

  1. TUDO MUITO BONITO É EXATAMENTE A CARA DA MINHA LINDA CIDADE

  2. Pingback: 10 Passeios de barco pelo Brasil | aventure-se.com

  3. Pingback: Como chegar em Bonito/MS | aventure-se.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s