Marrocos, um país exótico

A localização de Marrocos já é algo bem particular, fica no noroeste da África, está distante da Espanha apenas 14 quilômetros pelo Estreito de Gilbratar, e faz fronteira com Argélia e  Mauritânia.
Pela variedade geográfica é possível agregar inúmeras atrações como os desertos, lagos, montanhas, praias e, somado a isso, a presença de sua rica história. É nesse contexto que os nativos agem como testemunhas vivas de uma região que teve a presença de povos nômades, franceses, árabes e mediterrâneos. Sua arquitetura islâmica e suas cidades imperiais permeiam os espaços dessa história.

pais marrocos

Roteiro em Marrocos

Marrocos passou a ser reino independente em 1956 quando se libertou da ocupação francesa que foi estabelecida em 1912. Uma parte foi colônia também da Espanha, divisão acordada no Tratado de Fez.
O árabe marroquino e o francês são as línguas oficiais, mas há uma parte que ainda fala o berbere, língua do povo que lá se estabeleceu antes dos árabes.
Um roteiro em Marrocos requer se familiarizar com as suas cidades mais interessantes. Algumas também chamadas de cidade imperiais, pelo fato de terem sido palco de algumas dinastias.
Marrocos, cenário de história de amor
A cidade pano de fundo de um dos filmes de Hollywood mais famoso e premiado, recebeu o mesmo nome do lugar onde foi gravado Casablanca. Casablanca é a cidade mais populosa de Marrocos e foi cenário para a história de amor interpretada por  Ingrid Bergman e Humphrey Bogart, é sempre incluída nos planos de quem quer descobrir os encantos do país, o filme feito em 1942 doou fama à cidade.
A capital de Marrocos é Rabat, fica situada na costa atlântica e foi capital também na época da ocupação francesa. É a atual residência do rei Mohammed VI. Visite a Torre de Hassam, ao seu redor há cerca de 200 colunas em estilo romano e o visitado mausoléu real. É lá que está enterrado o rei Mohammed V(avó do atual), cujo reinado foi de 1909 até 1961.

Marrakech, a cidade multicolorida

Outro nome que vem à cabeça quando pensamos em Marrocos é a cidade de Marrakech, ela tem a função de oferecer a você muitas possibilidades, que tal um passeio de carruagem típica da região até a praça Djemaa el-Fna? Aqui você pode ver de tudo um pouco.
Na lista estão encantadores de serpentes,  faquires, acrobatas,  engolidores de espadas, dançarinos, curandeiros e músicos. Tenha cuidado com os falsos guias que insistem em levar você para algum local específico, em troca de pagamento. Uma dica é aprender a dizer “não, obrigado” em árabe e francês.
Se você gosta de fazer compras, em Marrakech você encontra um grande número de mercados (souqs) e lojas, e pode pechinchar. Visite a mesquita Koutoubia, os jardins de Marrakech e Medersa, uma escola islâmica e desde 1982 é aberta ao público como ponto turístico local.
Anote outra cidade que você deve visitar, Fez. A paisagem de uma das cidades mais antigas de Marrocos conta com mais de 700 mesquitas, apesar de possuir uma parte mais moderna, chamada de Ville Nouvelle. Entretanto é entre os antigos centros comerciais e residenciais onde estão as melhores atrações. Lembra os cenários de coloração de couro? São tanques para curtume, em infinitas variações de cores, dão um ar ainda mais exótico ao lugar, o lado negativo é o cheiro nada agradável. Mas vale conhecer esta arte milenar.
Marrocos é um destino considerado seguro, apesar de ter em sua história recente atentados, em Casablanca em 2007 e no Café Argana, em Marrakech em 2011. Porém, entre os países mulçumanos ainda pode receber o elogio de seguro.

Gastronomia de Marrocos

A culinária de Marrocos é um mundo a ser desvendado, é fácil imaginar que um local que recebeu características de diferentes povos ao longo dos séculos resultou na sua variedade admirável. Há a tradição de se comer com a mão direita, e usa-se o polegar e os três primeiros dedos, como turista você pode pular esse detalhe, se preferir.
Deguste os prato feitos na panela de barro chamada de tajine ou tagine,  são carnes e legumes cozidos por longo tempo e em temperatura baixa. Nesse processo você pode provar o mqualli (frango e frutas cítricas), o kefta (almondêgas com especiarias) e mrouzia (carne de cordeiro), amêndoas e mel. Além da carne de frango e cordeiro, próximo à costa, a oferta de peixes é grande.
As sopas são bem consumidas em Marrocos, a Harira que mais parece um cozido, leva lentilhas, carne de cordeiro, grão-de-bico e legumes. A bissara é uma sopa de favas com um fio de azeite por cima e preparada com temperos para acentuar o sabor.
Descubra o sabor da pastilla, é um torta de massa folhada com recheios variados, como carne, aves, frutos do mar, legumes e toque agridoce, com frutas secas, temperos locais e geralmente finalizadas com canela e açucar por cima.
Turistas brasileiros não precisam de visto, desde que a permanência seja até 90 dias. Como usualmente, tenha seu passaporte com validade de, no mínimo, 6 meses, seguro viagem internacional, e o espírito aberto para descobrir as belezas deste país.
Por Roberta Clarissa – Enviado  para  o “Participe!
Roberta escreve regularmente para os sites Seguro Auto e Seguro Viagem
 Curta o aventure-se.com no Facebook | Siga no Twitter
Anúncios
Galeria | Esse post foi publicado em viagens e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s